Sobretudo, para uma maior segurança condominial é necessário ter um porteiro. Por isso, alguns condomínios já investiram em instalar uma portaria remota.

Entretanto, outros ainda possuem profissionais que fazem essa função, que são os porteiros. Afinal, são eles quem autorizam ou não a entrada de pessoas, seja visitantes, prestadores de serviços e até funcionários nas unidades.

Bem como, o porteiro possui um papel muito importante dentro do condomínio, já que eles são as primeiras vítimas se um assalto acontecer no empreendimento. Infelizmente, os ladrões usam os porteiros para terem suas entradas liberadas no condomínio.

Mas por ser a primeira impressão de um condomínio, o porteiro precisa ser educado, cordial, respeitoso e muito profissional. Assim também, precisa ter pulso firme, para barrar algum visitante caso seja necessária essa ação.

Em primeiro lugar, o porteiro executa ordens, ou seja, ele só vai barrar ou liberar a entrada de algum visitante caso o morador dê a ordem. Assim, o lugar do porteiro é na portaria. Ele só deve deixar o seu posto em raros momentos e em caso de extrema necessidade. Se isso acontecer, recomenda-se que coloque uma outra pessoa para auxiliar até que ele retorne.

Entretanto, os moradores precisam ter cautela quanto aos pedidos de favores aos porteiros, pois pode ser considerado desvio ou acúmulo de função.

Por isso, fizemos uma lista com as funções do porteiro para que os condôminos, síndicos e os próprios profissionais fiquem cientes de suas atribuições.

Controlando o acesso

Então, quando um visitante ou prestador de serviço chega no condomínio, o porteiro deve interfonar para a unidade indicada. Se o morador autorizar, libere a entrada do mesmo.

Mas, como já falado anteriormente, o porteiro precisa e deve ficar na portaria. Não deve sair para falar com o visitante. Por questão de segurança, deve utilizar o porteiro eletrônico para se comunicar com o visitante. Mesmo que o chamem, não deve sair da guarita.

Se houver alguma dúvida, solicite que o morador vá até a portaria checar quem é o visitante, para assim liberar a sua entrada. Então, durante todo esse período, até que seja autorizado, o estranho deve esperar do lado de fora do condomínio.

Mesmo que o visitante já seja conhecido do porteiro, por frequentar muitas vezes o condomínio, não se deve liberar a entrada do mesmo sem que o morador esteja ciente e tenha autorizado.

Recebendo encomendas

A saber, quando for receber alguma encomenda, no caso de comidas delivery, o porteiro deve interfonar para o morador ir até a portaria retirar o seu pedido. Pois existem casos de criminosos se passarem por entregadores para conseguir adentrar ao condomínio.

Ainda mais em tempos de pandemia, onde temos que reduzir ao máximo o número de estranhos dentro do empreendimento.

Caso a entrega seja dos Correios, se for pacote, deve chamar alguém da residência para retirar o pacote e assinar o recibo. Mas, se não tiver ninguém na unidade, o porteiro poderá receber a encomenda.

Entretanto, as entregas feitas pelos profissionais do condomínio, vão depender da logística do empreendimento. Um profissional passa entregando os recebidos nas unidades no final do dia.

Prestadores de serviços

Saiba que, não se deve liberar a entrada de nenhum funcionário de empresas como de internet, TV a cabo, entre outros. Só deve fazer a liberação da entrada se o morador tiver solicitado e autorizado.

Então, se houver dúvida, o porteiro pode procurar o zelador, e ambos devem entrar em contato com o morador da unidade em questão.

Se ainda assim perceberem algo diferente, o porteiro poderá entrar em contato com a empresa e confirmar se o funcionário faz realmente parte de equipe. Isto porque, alguns criminosos também utilizam dessa artimanha para conseguir entrar em condomínios e realizarem seus crimes.

Assim também, quando for liberar o funcionário, faça o registro do nome completo, telefone, dados da pessoa e da empresa que está prestando serviço.

Do mesmo modo, nos casos de obras no condomínio ou nas unidades, só permita a entrada dos funcionários que forem autorizados. Se houver algum remanejamento, o zelador, o síndico e o porteiro precisam ser avisados pelos responsáveis da obra.

Relacionamento com os condôminos

Afinal, como também já foi citado acima, o porteiro precisa ser educado, procurar ser simpático e cordial tanto com os moradores como com os visitantes.

Em suma, é importante que o profissional também colabore com o cumprimento das normas que constam no Regimento Interno e na Convenção. E em caso de qualquer irregularidade deve informar o zelador e o síndico.

Dia a dia dos porteiros

  • O porteiro deve sempre utilizar o uniforme. Com barba e cabelo arrumados, apresentando boa higiene pessoal.
  • Deve evitar ficar de conversa com outros funcionários, mesmo que seja fora da portaria.
  • É importante que o porteiro não comente nada que aconteça dentro do condomínio, ou nas unidades para ninguém.
  • É preciso cuidar de todas as entradas e saídas do condomínio, até mesmo nos momentos de recolhimento de lixo.
  • O porteiro acaba sendo um profissional importante na segurança do condomínio, por conta dos seus deveres e responsabilidades.

Tohea Ranzeti – Redação Síndico Legal

Banner SindicoLegal, artigo "Atribuições do porteiro"

O poder da representatividade dos síndicos. Saiba mais.

QR Code é uma realidade no mundo condominial? Descubra.

E mais: Arquitetando o condomínio ideal

Também: A auditoria e consultoria condominial on-line veio para ficar?

Condomínio pode proibir locação por Airbnb? Confira.

Confira também nossos vídeos no CondTV – Condomeeting