A melhor forma de resolver os mais variados conflitos

Um dos principais desafios envolvidos na gestão de um condomínio é lidar de maneira efetiva e amigável com os diversos e complexos conflitos que surgem no dia a dia condominial, pois é natural que divergências entre condôminos existam, e surja a necessidade de um terceiro imparcial a assessorar as partes nessas relações.

Sabemos que há um número cada vez maior de conflitos de interesses não solucionados adequadamente entre condôminos:

 Aprovação de regulamentos; síndicos não capacitado; moradores que importunam continuamente; fornecedores e prestadores de serviços que não correspondem as expectativas contratadas; tornando-se desnecessárias demandas na Justiça comum.

Mas há outros caminhos que geram mais benefícios aos condomínios e alguns deles os levam à CONCILIAR, Câmara de Mediação e Arbitragem que há 10 anos atua como gestora de modernos e diferenciados procedimentos para solução dos mais variados conflitos. Pioneira em estratégias diferenciadas, seus gestores comemoram uma média de 90% de sucesso em seus cases. Orgulham-se por levar a bandeira proposta pelo Conselho Nacional de Justiça na conscientização e construção de uma sociedade menos conflituosa, cultivada pelas suas estratégias de autocomposição, direcionadas a fortalecer e facilitar às relações como um todo.

Conciliação e a Mediação aplicada aos condomínios

Ambos são procedimentos voluntários e consensuais, através dos quais partes em conflito contam com o auxílio de profissionais especializados e imparciais na busca de uma solução amigável e ágil para seus conflitos. Na CONCILIAÇÃO a CONCILIAR, através desse terceiro imparcial, promove a flexibilidade e alternativas para se chegar a um acordo, visto ser essa a necessidade condominial e o objetivo principal. Através da MEDIAÇÃO operacioniza com regras próprias e mais tecnicidade; onde o MEDIADOR usa técnicas especificas como Executa Ativa, Comunicação Não Violenta e Busca do Interesse Real das partes, com o propósito de resolver intimamente as questões conflituosas não focando no acordo, mas no entendimento, no discernimento das partes sobre si e o próximo.

Quais as vantagens para o condomínio e para os moradores?

Sobretudo mais respeito à privacidade e vontade dos condôminos. A medida que participa diretamente da gestão da solução tem maior controle sobre o procedimento, e maior probabilidade de cumprimento espontâneo das combinações ajustadas, pois sente-se ouvido e respeitado, e por consequência, o condomínio contará com eficácia, rapidez e economia.

A Conciliação e a Mediação Condominial, além de serem uma maneira mais rápida de solucionar os conflitos, não expõe os condôminos, já que os resultados das decisões são de conhecimento exclusivo dos envolvidos; pois não há a publicidade que existe nos processos judiciais, inclusive pode ser acordado ainda, termo de confidencialidade ou não, pelo qual, as partes se obrigarão a não divulgar nenhuma informação sobre o conflito que se está tentando resolver. Obtendo com isso eficácia judicial, sem o desgaste físico, psicológico e financeiro. Por se evidenciar a boa-fé tanto do condomínio como do condômino, no sentido de resolver a questão amigavelmente, melhorando a convivência de todos.