Passado o início do ano, a maioria dos síndicos já passou pela Assembleia Ordinária de seus
condomínios. Depois de tanta correria para apresentar as contas, relatório do que foi feito e
planejamento orçamentário, há uma sensação de alívio em passar dessa etapa. Mas quem
pensa que depois da assembleia dá para ficar tranquilo, está enganado!


Normalmente a reunião anual de condôminos traz as diretrizes do que deverá ser realizado no
ano, tal como obras e manutenções importantes. É o momento também em que os
condôminos aproveitam para fazer solicitações e dar sugestões.


A partir dessas informações o síndico pode enumerar todas as solicitações. Pedidos simples,
de baixo custo e que de fato geram benefícios podem e devem ser atendidos o mais
brevemente possível. Assim, a lista de pendências vai diminuindo. Já os itens mais complexos
como obras e manutenções de maior custo vão demandar maior análise de pesquisa de preço
e planejamento financeiro. Em algumas situações, após juntar todas as informações, ainda há
que se passar por outra assembleia ou reunião de conselho. Nesse sentido, deve ser
monitorado o tempo entre reunião e a execução do projeto pretendido.


Uma vez que estão definidas as obras e manutenções que serão executadas, o síndico deve
montar um plano de ação, que deve contemplar contratação de prestadores, análise de
contrato e documentação, cronograma de obras e pagamentos, prazo de conclusão.


Em caso de obras nas fachadas ou em áreas externas, o cronograma deve ser elaborado
levando em conta as épocas do ano mais favoráveis. Períodos chuvosos ou úmidos devem ser
evitados no caso de pinturas, aplicação de revestimentos, impermeabilização de terraços, etc.
Executar a obra no período correto evitará atrasos, transtornos e desperdício de materiais.


Há que lembrar que depois de concluída a obra, ainda haverá vistoria de entrega e possíveis
reparos posteriores. A atenção com o tempo é sempre importante e em nossa região é de
praxe tentar concluir tudo para o início da temporada.


Com um plano de ação bem elaborado, não será difícil atingir os objetivos do ano e deixar os
condôminos satisfeitos.

Cristina Oliveira

Consultora de Atendimento Contábil e Condominial
Diretora Social da ASBALC

Confira também: Síndico, você está preparado?

Veja mais: A Profissão de Síndico e os desafios diários

Clique aqui e assista as Entrevistas: Condomeeting TV