A convivência em condomínios, proporciona uma diferenciada qualidade de vida, agregando os interesses comuns aos bens coletivos, organizados e formalizados através da Convenção, do Regimento Interno e das normas de segurança, preservando com prioridade os maiores patrimônios do indivíduo: a vida e a família.

O ideal no planejamento da Segurança Patrimonial do condomínio, é executar a Avaliação de Riscos durante a elaboração do projeto, com previsão de investimentos adequados ao padrão da obra, em sintonia com sua realidade e as necessidades tecnológicas e operacionais. Na constituição formal do condomínio, deverá haver a previsão para manutenção e aperfeiçoamento dos sistemas de segurança, mensuração das não conformidades, com respostas úteis e oportunas.

A imagem do condomínio, representa o valor negociável, valorado pelas benfeitorias disponibilizadas. Os condôminos deverão optar entre o conforto ou segurança, considerando que os melhores processos na segurança exigem concessões no conforto. Os procedimentos para dificultar as ações de grupos criminosos, previnem danos à imagem do condomínio, com riscos nas depreciações dos imóveis.

Através de uma Auditoria semanal, na execução do trabalho dos porteiros ou vigilantes nas portarias (guaritas), avaliando a execução da gestão na segurança condominial, através de um preciso controle de acesso e dos itens relacionados no checklist. Quando o rigor no controle de acesso é divulgado pelos prestadores de serviços e entregadores, contribuem positivamente com a segurança do condomínio.

O treinamento periódico dos porteiros e a conscientização dos condôminos, sobre as normas de segurança e suas atribuições, são fundamentais para não proporcionar oportunidades (vulnerabilidades, riscos e ameaças).

A ética no tratamento das informações privilegiadas, sobre as rotinas dos condôminos, viagens, negócios, compras e vendas de bens etc., também contribui para reduzir as probabilidades e consequências.

A consultoria em Assembleias de Condomínios, com uma breve apresentação sobre Segurança Condominial, possibilita aos Síndicos deliberarem sobre a segurança avaliada e possíveis investimentos, fundamentado numa análise técnica.

A Avaliação de Riscos do condomínio, com um preciso diagnóstico mensurando a segurança na sua plenitude, identificando as vulnerabilidades e recomendando as providências estratégicas e técnicas, evita o desperdício nos investimentos.

A Inteligência Condominial tem como proposta o processamento das informações disponíveis, coletadas e buscadas em dados abertos, para fundamentar tomadas de decisões, com rapidez e eficiência.

Quando a prevenção é prioridade, quando a segurança tem gestão firme, quando as atribuições dos porteiros e as normas de segurança estão estabelecidas, implantadas e padronizadas, ampliamos a capacidade das respostas aos óbices da modernidade.

A segurança deve ser compartilhada entre os condôminos, entre os condomínios, nas ruas, nos bairros e nas cidades, onde cada cidadão contribui para a sua prevenção. As situações de riscos devem ser prontamente comunicadas aos órgãos policiais, interagindo com os projetos governamentais e comunitários para defesa coletiva. A velocidade das comunicações integradas, reduz o tempo resposta da Polícia e aumenta a eficácia na a ação policial, reduzindo a impunidade.

Fernando José Luiz

Consultor de Segurança